Caso Clínico: Paciente apresenta altos níveis de glicose

Caso Clínico

O paciente apresenta altos níveis de glicose, hemoglobina glicada, triglicérides, colesterol total e proteína C reativa. Ele toma apenas Glifage 500mg. Qual seria a orientação em relação à suplementação?

Análise dos exames:

Glicemia de Jejum: 265
Hemoglobina Glicada: 8,6%
Insulina Basal: 5,2 Níveis de Lipidograma elevados como
Triglicérides: 620
Colesterol Total: 249, HDL 38, não HDL 208
Ureia: 26,0
Creatinina: 0,75
Fosfatase Alcalina: 85,0
Proteína C reativa: 7,5
Peptídeo C: 2,56
Ácido Úrico: 2,98

Como que devo proceder neste caso em relação a suplementação?

Tratamento

O corpo desse paciente está enfrentando um processo inflamatório.

Tratando-se de suplementação, segue abaixo uma sugestão de formulações para este primeiro momento.

1) Cromo GTF 500 mcg + Magnésio Quelato 100 mg + Zinco Quelato 10 mg + Gymnemma Silvestre  (75% ácidos gimnemicos) 100 mg + Cinnamomum (50% polifenóis) 150 mg + L-taurina 150 mg + Resveravine 5 mg + EGCG 98% 100 mg. Uso: consumir 1 dose 30 minutos antes do almoço e jantar.

2) Ácido Alfa Lipóico 500 mg. Uso: consumir 1 dose ao deitar, com estômago vazio (manipular em cáps. gastroresistente).

Observação 1: Prescrever o item 1 e 2.

Observação 2: Prescrição destinada à paciente adulto. 

Lembrando que a condição desse paciente está associada a uma resposta inflamatória.

Portanto, recomende ao seu paciente que dê preferência a alimentos repletos de antioxidantes, encontrados em uma variedade de frutas e vegetais coloridos – enquanto mantém uma ingestão equilibrada de carboidratos. Essa abordagem nutricional promove não apenas a saúde metabólica, mas também proporciona uma variedade de nutrientes essenciais para o bem-estar geral.

Recomende o aumento da ingestão de alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3, como peixes gordurosos (salmão, sardinha, cavala), sementes de linhaça e chia. Os ácidos graxos ômega-3 têm propriedades anti-inflamatórias e podem ajudar a reduzir a inflamação no corpo.

Além disso, inclua alimentos anti-inflamatórios na rotina alimentar desse paciente, como azeite de oliva, abacate e especiarias como cúrcuma e gengibre.

Oriente-o reduzir o consumo de carboidratos refinados e manter-se hidratado com água ao longo do dia. Essas são apenas algumas medidas que ajudarão a reduzir a inflamação, promoverão o controle glicêmico e contribuirão para o bem-estar geral.

Material destinado a nutricionistas e profissionais de saúde habilitados. Salientamos que apenas nutricionistas e profissionais de saúde habilitados têm a capacidade e conhecimento técnico necessário para oferecer orientações precisas e seguras sobre alimentação e saúde, além da prescrição de suplementação, garantindo assim a eficácia e segurança das recomendaçõe

Conheça nossas Formações e Cursos em Diabetes

Sobre a autora

Danielle Rocha

Danielle Rocha

Danielle Rocha é nutricionista funcional, escritora, palestrante e Fundadora da Clínica Danielle Rocha. Possui mais de 14 anos de experiência em atendimentos clínicos, tem a nutrição como uma paixão de infância, por ser portadora de Diabetes Mellitus tipo I.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha seus dados

Preencha seus dados

Digite seu nome e o endereço de e-mail que você utilizará para acessar o Workshop em Diabetes!

Enter your name and the email address you will use to access the Diabetes Workshop!