Reduzir carboidrato pode gerar desordem hepática entre outras.

A se saber: uma “dieta” com menos de 44% de carboidratos do valor energético total que um indivíduo necessita consumir no dia, já é considerada Low carb ou com diminuição considerada no consumo de carboidratos. Ou seja, um indivíduo que precisa consumir 1500 kcal dia e será estabelecido consumir 40% de carboidratos, resultará em 150 gr de cho/dia.

Tenho visto as pessoas restringido carboidratos sem orientação nenhuma, consumindo 40-50 gr/dia, sendo que tenho recebido no consultório pessoas desenvolvendo sérios problemas de saúde (como problemas no funcionamento da tireóide) em consequência de atitudes desorientadas ou muitas vezes até orientada por profissionais desqualificados.

A refletir: Seria a fruta, aveia ou um aipim a causa da obesidade mundial? Mais provável que o exagero na comida e o consumo de carboidratos e produtos alimentícios desprovidos de nutrientes seja, não é?  Redução no consumo de carboidratos pode sim melhorar o tratamento de certas patologias e no emagrecimento até porque a dieta da população mundial é riquíssima em carboidratos de má qualidade, então, só em mudar a qualidade dos tipos de carboidratos e não exagerar na comida já é uma grande mudança.

Low carb sem o acompanhamento de um nutricionista qualificado pode causar problemas cardiovasculares, desordens hepáticas, perda de massa magra, transtorno alimentar, constipação intestinal e formação toxinas no intestino entre outros. “Dieta” saudável é aquela em que o paciente consegue aderir suprindo todas suas necessidades nutricionais, que irá corrigir as disfunções orgânicas do organismo, que o deixa feliz e que consiga manter p/ vida inteira. Entenda: Low carb não é carboidratos. Sua saúde não é um produto, sua saúde é a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *