Danielle Rocha possui mais de 9 anos de experiência em atendimentos clínicos, tem a nutrição como uma paixão de infância, por ser portadora de Diabetes Mellitus I, seu foco de atuação é em emagrecimento, saúde, bem-estar, intolerâncias alimentares, desempenho físico, modulação nutricional e atendimento para crianças e gestantes.

Formação

 

+ Graduada em Nutrição – Universidade do Extremo Sul Catarinense;

+ Pós-graduada em Nutrição Clínica;

+ Pós-graduada em Nutrição Funcional;

+ Pós-graduada em Fitoterapia;

 

Especialização

 

+ Nutrigenética e Nutrigenômica;

+ Bioquímica;

+ Diabetes Mellitus I e II;

+  Intolerâncias Alimentares;

+ Nutrição na Estética;

 

NUTRIÇÃO FUNCIONAL

 

    De forma dinâmica, o conceito do tratamento foge das linhas tradicionais utilizadas, para abordar e prevenir, de maneira humanizada, focada em cada indivíduo,  complexas disfunções crônicas que geram malefícios à saúde.

   A proposta da reeducação alimentar funcional é baseada numa dieta anti-inflamatória. Quando estamos inflamados temos dificuldade de perder peso, o intestino não funciona aparecem as celulites, aumenta o colesterol, aumenta estresse e por aí vai, um desequilíbrio global.

A Nutrição Clínica Funcional possui cinco princípios básicos:

+ Individualidade bioquímica: Grande parte da expressão de nossos genes depende do meio ambiente, por isso, a nutrição funcional busca a interação de cada genética, alimentação e dos elementos ambientais (toxinas, poluentes, estresse mental, atividade física) para “modular” nossos genes, inibindo aqueles associados à doenças, para elevar os associados à saúde.

+ Tratamento centrado no paciente: O método é direcionado ao paciente e não a doença, ao oposto da medicina tradicional. Torna-se mais importante saber que paciente tem a doença do que saber qual doença o paciente tem. O indivíduo é abordado como um todo, um conjunto de sistemas que se inter-relacionam e que sofrem influências de fatores ambientais, emocionais, alimentares, patológicas, uso de medicamentos, hábitos de vida e atividade física.

+ Equilíbrio nutricional e biodisponibilidade de nutrientes: Se torna importante a oferta de nutrientes em quantidades adequadas e em equilíbrio com todos os outros, para que haja otimização da sua absorção e aproveitamento pelas células.

+ Inter-relações com fatores fisiológicos: Todas as funções do nosso corpo estão interligadas. A teia da nutrição funcional considera a inter-relação mútua de todos os processos bioquímicos internos, de forma que uma influência no outro, gerando desordens que abrangem os diversos sistemas, corrigindo a causa em vez de apenas os sintomas genéricos.

+ Saúde como vitalidade positiva: Saúde não é meramente a ausência de doenças, e sim o resultado de diversas relações entre os sistemas orgânicos, por isso analisa-se os sinais e sintomas físicos, mentais e emocionais que podem estar nas bases dos problemas apresentados.

 

Compartilhe esse Serviço